segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Cadeirante é carregado nos braços para ter acesso ao local de votação em Teresina

A cadeira de rodas dele não passou pela porta da sala de votação e ele contou com ajuda dos mesários para entrar na seção.

Por Catarina Costa, G1 PI

Cadeirante precisou ser carregado nos braços para ter acesso a seção eleitoral — Foto: Reprodução/TV Clube
Cadeirante precisou ser carregado nos braços para ter acesso a seção eleitoral — Foto: Reprodução/TV Clube

O eleitor Luís Vicente Silva precisou ser carregado nos braços para ter acesso ao local de votação durante as eleições neste domingo (7), em Teresina. A cadeira de rodas dele não passou pela porta da sala de votação e ele contou com ajuda dos mesários para entrar na seção.

O cadeirante afirmou que sua seção sempre ficou na Unidade Escolar Professora Maria do Carmo, Reverdosa da Cruz, no bairro Dirceu, Zona Sudeste de Teresina. Até a última eleição, ele não tinha dito problema para acessar o local e não soube explicar a falta de acessibilidade desta vez.

Eleitor não conseguiu entrar com cadeira de rodas em local de votação no Piauí — Foto: Reprodução/TV Clube
Eleitor não conseguiu entrar com cadeira de rodas em local de votação no Piauí — Foto: Reprodução/TV Clube

"Fui até a sala de votação e a cadeira de rodas não passou na porta. O meu acompanhante me carregou nos braços e com ajuda dos mesários me colocaram em uma cadeira de madeira dentro da sala, até que conseguiram entrar com a minha fechada e depois abrir para que eu votasse", contou o eleitor.

Luís Vicente Silva reclamou que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sabe quantos eleitores são cadeirantes e por isso, poderia adaptar as portas das seções eleitorais com antecedência.

"Todos os cadeirantes têm seu direito, assim como todo eleitor", disse.

Cadeirante reclamou da falta de acessibilidade em local de votação — Foto: Reprodução/TV Clube
Cadeirante reclamou da falta de acessibilidade em local de votação — Foto: Reprodução/TV Clube

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: