quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Mãe de quadrigêmeos com deficiência cerebral cuida dos filhos sozinha há 18 anos no DF - Veja o vídeo

Linda Mar Miranda, moradora de Taguatinga, depende de auxílio do governo e de doações. Fotógrafos fazem campanha para arrecadar dinheiro à família.

Por Luiza Garonce, G1 DF

Foto: Luiza Garonce/G1
Mãe de quadrigêmeos com deficiência cerebral cuida dos filhos sozinha há 18 anos no DF

Quem vê Linda Mar Miranda, de 58 anos, sorrindo e brincando pelos cantos de casa, em Taguatinga, no Distrito Federal, não imagina a luta diária que é ser mãe de quatro filhos com deficiência cerebral. Há 18 anos, ela dedica a vida a cuidar dos quadrigêmeos.

Clique AQUI para ver o vídeo.

"Meus filhos são meu porto seguro", define a dona de casa. Nesta semana, ela conversou com o G1 sobre os desafios e as recompensas desse cuidado permanente.

Além dos quadrigêmeos, Linda Mar tem outros dois filhos, de 30 e 33 anos. Para atender às necessidades especiais dos caçulas, ela conta com a ajuda de uma amiga da igreja evangélica e uma senhora de 83 anos que, ao mesmo tempo, também recebe cuidados.

Lídia Candida foi abandonada pela família em 2000 e, desde então, vive com Linda Mar. "Me perguntaram se eu podia ficar com ela por 3 dias. Hoje, somos uma família."

Resultado de imagem para Linda Mar Miranda, moradora do DF, pede ajuda para os quadrigêmeos com deficiência mental
Linda Mar Miranda, moradora do DF, pede ajuda para os quadrigêmeos com deficiência mental

Naquele mesmo ano, Linda Mar deu luz aos gêmeos. Eram quíntuplos, mas uma menina morreu um dia após o parto. Eles nasceram prematuros, pesando 500g, e passaram 150 dias na UTI neonatal do Hospital Materno Infantil (Hmib).

"Foi aí que começou a minha luta. A cada laudo médico, o diagnóstico dos meus filhos ia piorando."

Os quadrigêmeos Marta, Ester, Rebeca e Davi, moradores de Taguatinga, no DF, têm deficiência cerebral — Foto: Instagram/Reprodução
Os quadrigêmeos Marta, Ester, Rebeca e Davi, moradores de Taguatinga, no DF, têm deficiência cerebral — Foto: Instagram/Reprodução

Marta tem lesão cerebral e paralisia do lado esquerdo do corpo. Davi tem retardo mental grave, paralisia do lado direito do corpo e fala comprometida. Rebeca tem retardo mental e uma disfunção na tireóide que afetou o crescimento.

Com o quadro mais debilitado, Ester tem hidrocefalia, lesão cerebral e retardo mental grave. Ela não anda, não fala e, há 20 dias, foi diagnosticada com cisto nos ovários. "Ela já tem uma válvula no cérebro pra drenar a água. Agora, vai ter que fazer outra cirurgia."

Marta, Davi e Ester sofrem de convulsões constantes. "Faz 18 anos que eu não durmo, porque quase toda noite eu acordo pra cuidar deles", desabafou Linda Mar.

Linda Mar Miranda com os filhos Rebeca, Davi e Ester — Foto: Luiza Garonce/G1
Linda Mar Miranda com os filhos Rebeca, Davi e Ester — Foto: Luiza Garonce/G1

A fé, o pensamento positivo e senso de humor de Linda Mar atravessam as dificuldades diárias da família, mas é Ester quem dá forças à mãe. "Ela é 24 horas sorrindo, é o que me faz levantar de manhã."

"Eu sou muito feliz e agradeço a Deus pelas lutas, porque eu sei que as bençãos vão chegar. Louvo pela saúde dos meus filhos. A vitória está chegando."

Ester, de 18 anos, é filha de Linda Mar Miranda e tem hidrocefalia — Foto: Luiza Garonce/G1
Ester, de 18 anos, é filha de Linda Mar Miranda e tem hidrocefalia — Foto: Luiza Garonce/G1

O custo financeiro

A dona de casa disse ao G1 que gasta cerca de R$ 550 mensais somente com medicamentos. "Ontem mesmo tive que comprar fiado na farmácia um remédio que custa R$ 150, porque a Rebeca desmaiou na escola."

O pai dos gêmeos não participa da criação dos filhos e parou de pagar a pensão, de R$ 500, há três meses, segundo Linda Mar. Ela está desempregada desde o nascimento dos filhos e disse que não consegue voltar a trabalhar por não ter com quem deixá-los.

"Se eu tivesse condições financeiras de deixar eles com alguém durante um turno do dia, eu não tava em casa não. Eu tava limpando chão de metrô."

Linda Mar Miranda, moradora de Taguatinga, no DF, é mãe de quadrigêmeos com deficiência cerebral — Foto: Luiza Garonce/G1
Linda Mar Miranda, moradora de Taguatinga, no DF, é mãe de quadrigêmeos com deficiência cerebral — Foto: Luiza Garonce/G1

Ela contou à reportagem que trabalhou cerca de quatro anos na empresa contratada para fazer a limpeza do Metrô-DF. "Era das 22h às 6h, e eu era sempre a funcionária do mês."

Segundo ela, os problemas de saúde também são um agravante para o retorno ao serviço. "Estou quase sem cartilagem no joelho, com um cisto do tamanho de uma laranja, hérnia e 18 'bicos de papagaio' na coluna."

A dona de casa também disse que foi cozinheira na empresa que fornecia refeições para o Complexo Penitenciário da Papuda e que trabalhou por sete anos em um frigorífico. "Eu pesava mais de 5 mil quilos por dia. Em pé, das 7 às 19h, de olho na balança."

Linda Mar Miranda e as filhas Rebeca e Ester — Foto: Luiza Garonce/G1
Linda Mar Miranda e as filhas Rebeca e Ester — Foto: Luiza Garonce/G1

Com a inexistência de uma fonte de renda fixa, Linda Mar está com o aluguel atrasado há três meses – o equivalente a R$ 3 mil. O dinheiro que entra na casa da família são dois salários mínimos concedidos pelo governo à Ester e ao Davi, cujas complicações de saúde são mais severas.

"Meu sonho era ter uma máquina de fazer fraldas pra Ester, e uma máquina para estampar camiseta, para vender e gerar renda."

Campanha solidária

Para ajudar os quadrigêmeos, um grupo de cerca de 20 fotógrafos criou uma campanha de "ensaios a baixo custo". Eles oferecem sessões de 25 minutos em família, com dez fotos tratadas, por R$ 160.

                            A fotógrafa Andrea Vilasboas, do Distrito Federal, divulgou uma campanha para ajudar família de quadrigêmeos com deficiência cerebral — Foto: Facebook/Reprodução
A fotógrafa Andrea Vilasboas, do Distrito Federal, divulgou uma campanha para ajudar família de quadrigêmeos com deficiência cerebral — Foto: Facebook/Reprodução

Os 43 ensaios foram feitos no último domingo (11), na Praça dos Cristais, e todo o valor arrecadado foi dodado à família de Linda Mar.

"Descobrimos a história dela e resolvemos fazer a ação pra ajudar, mas quem está ganhando somos nós", disse a fotógrafa Andrea Vilas Boas.

Linda Mar Miranda, os quadrigêmeos e os fotógrafos Andrea Vilasboas e Daniel Santiago — Foto: Luiza Garonce/G1
Linda Mar Miranda, os quadrigêmeos e os fotógrafos Andrea Vilasboas e Daniel Santiago — Foto: Luiza Garonce/G1

A família também precisa de doações de roupas, alimentos e itens de higiene. Doações em dinheiro podem ser feitas por meio de uma "vaquinha" online ou por transferência bancária (veja dados abaixo).

Caixa Econômica Federal
Agência: 0008, op. 013
Conta poupança: 932857-8
CPF: 656.734.415-68
Titular: Linda Mar Miranda Alves da Silva

Banco Itaú
Agência: 0479
Conta corrente: 087052-9
CPF: 656.734.415-68
Titular: Linda Mar Miranda Alves da Silva

Banco do Brasil
Agência: 826-5
Conta corrente: 53860-4
CPF: 656.734.415-68
Titular: Linda Mar Miranda Alves da Silva

Contato
(61) 9.9150-0416

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: