segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

CCXP 2018: Visitantes machucados usam muleta e cadeira de rodas para não perder evento

Youtuber veio do México de muletas para os painéis de 'Capitã Marvel' e 'Homem-Aranha'.

Por Thaís Matos, G1

Gil Neri quebrou calcanhar em novembro mas foi à CCXP 2018 mesmo assim — Foto: Thaís Matos/G1
Gil Neri quebrou calcanhar em novembro mas foi à CCXP 2018 mesmo assim — Foto: Thaís Matos/G1

A Comic Con Experience 2018 recebeu cerca de 260 mil pessoas em seus quatro dias de evento. Para participar da quinta edição da feira nerd, com uma das programações mais extensas até agora, alguns fãs vieram mesmo machucados, de muletas ou cadeiras de rodas fornecidas pela organização.

O youtuber Alex Montiel veio do México para participar da CCXP pela primeira vez. Fã de eventos nerds, ele já visitou as Comic Cons de San Diego e Nova York, nos Estados Unidos. Um mês antes da viagem ao Brasil, Montiel quebrou o tendão de Aquiles.

Ansioso para conhecer o evento brasileiro, ele reuniu tudo o que podia para ajudar na locomoção e embarcou. “Sou apaixonado por Comic Cons e esse ano trouxeram muitos lançamentos para o Brasil. Mesmo com muleta e cadeira de rodas, a gente vem. E valeu, o painel do Homem-Aranha foi emocionante”, contou.

Lucas Verde quebrou a fíbula e convocou uma amiga para ajudá-lo na CCXP 2018 — Foto: Thaís Matos/G1
Lucas Verde quebrou a fíbula e convocou uma amiga para ajudá-lo na CCXP 2018 — Foto: Thaís Matos/G1

O contador paulistano Lucas Verde quebrou a fíbula em um corrida dois meses antes da CCXP. Para conseguir participar pela primeira vez do evento, trouxe a amiga Fernanda para guiá-lo por estandes e auditórios.

“Esperei tanto tempo para vir a uma Comic Con e quando finalmente consigo, venho todo lascado. Mas aproveitamos bastante, não pegamos fila e ainda nos enfiamos em alguns painéis”.

O autônomo Gil Neri ostenta com orgulho fotos de suas coleções de miniaturas e quadrinhos. Ele frequenta feiras nerds desde 1998 e achou que romperia o ciclo de 20 anos quando quebrou o calcanhar em novembro.

Mesmo com cadeira de rodas, Neri reuniu a caravana anual de Taubaté (SP) para a CCXP e aproveitou em seu espaço preferido: Artists Alley. O beco dos artistas, nome em português, reúne quadrinistas de diversos países.

"Não podia perder essa edição de aniversário duplo: 20 anos da minha descoberta de feiras nerds e cinco anos da CCXP no Brasil."

                  Alex Montiel veio do México com o tendão de Aquiles quebrado para ir à CCXP 218 — Foto: Thaís Matos/G1
Alex Montiel veio do México com o tendão de Aquiles quebrado para ir à CCXP 218 — Foto: Thaís Matos/G1

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: