quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Casal de deficientes auditivos está desaparecido há quase dois meses em MT e é procurado pela família e polícia

Família espalhou cartazes e prestou queixa à polícia sobre o desaparecimento de Rafaela Toledo, de 25 anos, e Diego Santos, de 28 anos. Eles desapareceram em novembro do ano passado desde que se mudaram de casa.

Por Lidiane Moraes, G1 MT

 Rafaela Toledo, de 25 anos, e Diego Santos, de 28 anos, estão desaparecidos — Foto: Polícia Civil-MT/ Divulgação
Rafaela Toledo, de 25 anos, e Diego Santos, de 28 anos, estão desaparecidos — Foto: Polícia Civil-MT/ Divulgação

A família dos deficientes auditivos Rafaela Toledo, de 25 anos, e Diego Santos, de 28 anos, denunciou o desparecimento do casal à polícia, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. De acordo com a mãe de Diego, Ilza dos Santos, a família não tem notícias deles desde novembro do ano passado.

Segundo a mãe dele, o casal, que morava no Bairro Jardim Primavera, em Várzea Grande, queria se mudar para o Bairro Nova Várzea Grande. Rafaela e Diego são casados há aproximadamente oito anos.

No dia 26 de novembro, Diego disse à mãe que havia de mudado. Ela perguntou o endereço e o filho explicou como ela chegaria à casa.

Desde então, o casal não deu mais notícias. Os pais também estranharam o fato de que eles não apareceram nas festas de fim de ano, o que não era algo comum.

A mãe de Rafaela, Darlene Toledo, disse que também já tentou falar com a filha por meio de mensagens, mas a jovem nem visualiza as mensagens.

Ilza disse que também já tentou enviar mensagens ao casal, que não responde. Ela também já tentou encontrar a casa, por meio das explicações que o filho havia dado, mas não conseguiu encontrá-los e nem obteve informações por parte dos vizinhos.

A família espalhou cartazes no bairro onde moravam anteriormente e na região do bairro para onde eles teriam se mudado. Entretanto, nenhuma notícia do casal foi obtida.

A Polícia Civil investiga o caso e a família tem dado suporte com informações que possam ajudar a encontrar o paradeiro do casal.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: