quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Homem detido por furtar TVs da Apae tem 13 passagens pela polícia: 'Ele se disse arrependido', fala delegado - Veja o vídeo.

Na delegacia de Campo Limpo Paulista, suspeito disse que entrou no local por acaso e não sabia que a instituição cuida de pessoas com autismo e deficiência intelectual. Câmera flagrou furto.

Por G1 Sorocaba e Jundiaí

Resultado de imagem para Homem que furtou APAE de Campo Limpo Paulista confessa estar arrependido
Homem que furtou APAE de Campo Limpo Paulista confessa estar arrependido

O pintor detido por furtar TVs da unidade da Associação Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), entidade que atende pessoas com autismo e deficiência intelectual, de Campo Limpo Paulista disse à polícia que não sabia que a instituição cuida de pessoas com autismo e deficiência intelectual.

Clique AQUI para ver o vídeo.

O homem, que tem pelo menos 13 passagens por furto em várias cidades paulistas, segundo a polícia, não ficou preso porque não foi pego em flagrante, mesmo sendo flagrado por câmeras de segurança.

"Ele se disse arrependido, porém, eu duvido um pouco tendo em vista os antecedentes dele. Ele disse que pretende indenizar [a instituição] pelas televisões que ele furtou", explica o delegado Elias Evangelista.

De acordo com o Evangelista, ele contou que vendeu os aparelhos por R$ 800 em Francisco Morato (SP). O homem confessou o furto só depois que viu a imagem dele.

Os investigadores fizeram busca no banco de dados da polícia e o criminoso foi identificado como o pintor Valdecir Xavier da Silva. Na delegacia, ele disse que entrou no local por acaso e não sabia que a instituição cuida de pessoas com autismo e deficiência intelectual.

Homem furtou aparelhos de televisão na Apae de Campo Limpo Paulista (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM
Homem furtou aparelhos de televisão na Apae de Campo Limpo Paulista (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

As imagens do circuito de segurança mostram o suspeito na recepção da instituição que cuida de 600 pacientes na cidade. É possível ver a ação de cerca de oito minutos do furto de televisores.

A diretora da Apae em Campo Limpo Paulista, Maria Nascimento, está inconformada com o crime. "É impossivel um ser humano ter uma atitude dessas, de roubar crianças que precisam, que necessitam e que deixaram de ter esses aparelhos para suas atividades."

As pessoas que compraram os aparelhos na feira, se identificadas, podem responder por receptação com pena de um até oito anos de prisão.

Aparelhos de televisão furtados da APAE de Campo Limpo Paulista (SP) foram doados à instituição — Foto: Reprodução/TV TEM

Nenhum comentário: