sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Incêndio destrói loja de cadeirante no bairro Dirceu e dono estima prejuízo de R$ 20 mil - Vejam o vídeo.

Segundo o proprietário, havia 30 tablets e 50 aparelhos celulares, além de computadores e outros equipamentos na loja na hora do incêndio.

Por Gilcilene Araújo, G1 PI

Resultado de imagem para Incêndio destrói loja de celulares no bairro Dirceu, Zona Sul de Teresina
Incêndio destrói loja de celulares no bairro Dirceu, Zona Sul de Teresina

Um incêndio em uma loja de celulares localizada na Avenida Principal do Dirceu, Zona Sudeste de Teresina, ocasionou um prejuízo de cerca de R$ 20 mil na manhã desta quinta-feira (21). Segundo o proprietário, havia 30 tablets e 50 aparelhos celulares, além de computadores e outros equipamentos.

Clique AQUI para ver o vídeo.

Sebastião Filho, cadeirante e proprietário do estabelecimento, informou que foi acionado pelos vizinhos por volta de 7h30 desta quinta-feira (21) e acredita que as chamas tenham sido provocadas após um curto circuito gerado no poste de iluminação pública que fica perto da sua loja.

Incêndio destruiu loja de celular na Zona Sudeste de Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1
Incêndio destruiu loja de celular na Zona Sudeste de Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1

“Estou há 15 dias sofrendo com oscilação de energia. Já reclamei na Cepisa, eles vieram, fizeram alguma coisa no poste e resultou nisso aqui. Minha loja toda queimada, com prejuízo de cerca de R$ 20 mil”, contou.

Segundo o proprietário, havia 30 tablets e 50 aparelhos celulares, além de computadores e outros equipamentos.

José de Ribamar foi a primeira pessoa que percebeu as chamas. Ele contou que sentiu um cheiro forte de queimado e ao sair na porta da loja que trabalha viu o fogo, acionou o Corpo de Bombeiros e o dono da loja.

Incênido atingiu loja de celulares no bairro Dirceu em Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1
Incêndio atingiu loja de celulares no bairro Dirceu em Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1

“Foi uma correria muito grande porque as chamas se alastraram muito rápido. Antes da chegada dos Bombeiros, os vizinhos que tinham extintores de incêndio tentaram apagar as chamas, mas o fogo só acabou com a chegada do Corpo de Bombeiros”, disse José de Ribamar.

O proprietário do estabelecimento informou que vai realizar uma perícia no local para identificar onde as chamas começaram e diz ainda que vai processar a Cepisa. “Não tenho dúvidas de que o fogo foi provocado por conta da oscilação de energia e vou atrás dos meus direitos. Não tenho seguro na loja e a Cepisa vai ter que arcar com meu prejuízo”, finalizou.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: