quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Pessoas com deficiência lançam movimento e tiram fotos pelo direito de ser sexy

Foto em plano aberto de uma jovem mulher com traços orientais. Ela está em uma cadeira de rodas e segura um remo sobre os ombros

por: Gabriela Glette*

A redes sociais possuem um poder imenso de fortalecer movimentos sociais e culturais, principalmente pelo fato de unir pessoas do mundo inteiro lutando pela mesma causa, como o movimento#DisabledPeopleAreHot (pessoas com deficiência são sexy), que vem surgindo nas últimas semanas. Com o objetivo de desconstruir o conceito de beleza e fortalecer a autoestima das pessoas com deficiência, usuários estão compartilhando fotos, usando a hashtag.

Apesar de ser uma noção controversa, autoestima e sensualidade não têm ligação direta com a beleza. Assim como outros conceitos, a beleza também é uma construção social e, por isso mesmo, a urgência em se falar abertamente sobre isso, mostrando de uma vez por todas que, não devemos seguir um ideal de corpo perfeito, que só exclui e segrega.

É exatamente isso que uma das hashtags mais usadas nas últimas semanas tem feito: mostrado que deficiências e doenças crônicas não são limitantes e que todo mundo é perfeito do jeito que é: “De acordo com aqueles anti deficiência, eu não posso ser bonita e ter uma deficiência. Eles me veem na minha vaga no estacionamento, apontam para o meu rosto e para a minha placa e depois balançam o dedo… E este é apenas um exemplo de como deficiência não tem a ver com não ser atraente. Nunca!”

Voir l'image sur TwitterVoir l'image sur TwitterVoir l'image sur TwitterVoir l'image sur Twitter

According to ableists: I can’t look nice + be disabled. LOL
They’ll see me in my parking spot, point at my face, then to my placard & shake their finger... and that’s just 1 example of this
🦚DISABILITY IS NOT MUTUALLY EXCLUSIVE TO UNATTRACTIVENESS!!! EVER
468 personnes parlent à ce sujet

Gabriela Glette*
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Nenhum comentário: