domingo, 7 de abril de 2019

Mãe tem remédio à base de maconha para a filha confiscado na Inglaterra

Imagem: Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook
Emma com a filha Teagan

Da Universa

A mãe de uma menina de nove anos, que tem um tipo de epilepsia que causa até 300 convulsões por dia, teve a medicação para seu tratamento, que é o óleo à base de maconha, confiscada por funcionários da alfândega, depois de entrar na Inglaterra.

Emma Appleby foi a Holanda neste sábado (6) comprar um lote que daria para sua filha Teagan, que tem um distúrbio cromossômico raro e síndrome de Lennox-Gastaut, usar por três meses. Ela desembolsou 4.500 libras (R$ 22,7 mil), mas perdeu tudo.

A mulher disse ao "The Guardian" que estava "devastada". Ela conta ainda que tentou acesso ao medicamento em vários lugares no Reino Unido, e só conseguiu uma receita em Roterdã. Emma afirmou também que já tentou vários outros tratamentos para aliviar os sintomas que a doença da filha provoca, mas nada funcionou.
Emma Appleby atualizou a foto da capa dela.

O Reino Unido tornou legal o acesso à maconha medicinal após alteração numa lei em novembro último, mas os pais têm enfrentado dificuldades para conseguir as receitas, em parte devido à resistência da comunidade médica.

O serviço nacional de saúde do Reino Unido informa que espera que os produtos à base de cannabis para uso medicinal devam "ser prescritos somente para indicações onde haja clara evidência de benefício" e em "pacientes onde há uma necessidade clínica que não possa ser atendida por um medicamento licenciado e onde as opções de tratamento foram esgotadas".

"Enquanto os médicos discutem sobre o que constitui evidência, minha filha está sofrendo todos os dias", conclui Emma.

Nenhum comentário: