sábado, 13 de abril de 2019

Medalhistas Parapan-Americanos competem na Regional Rio-Sul, em Curitiba

Daniel Zappe / MPIX / CPB
Imagem

Por CPB

Neste sábado, 13, tem início a etapa regional Rio-Sul do Circuito Brasil Loterias Caixa de Atletismo e Natação. A Universidade Positivo, em Curitiba, será o palco para 475 atletas das duas modalidades tentarem conquistar os índices estabelecidos pelo departamento técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para as fases nacionais que ocorrem a partir de maio, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. O saltador Flávio Reitz (classe T42) e a nadadora Mariana Gesteira (classe S10), medalhistas no Parapan-Americano de Toronto, em 2015, são alguns dos competidores.

A Regional Rio-Sul chega a Curitiba depois de outras três etapas: em São Paulo, no CT Paralímpico, em fevereiro, o estágio Norte-Nordeste, em João Pessoa (PB), em março, e a etapa Centro-Leste, em Uberlândia (MG), nos dias 30 e 31 de março.

O paranense Flávio Reitz disputará o salto em altura, prova que lhe rendeu a prata nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015. Ele usará o Circuito Brasil Loterias Caixa em Curitiba como preparação para o Open Internacional /Loterias Caixa, de 25 a 27 de abril, em São Paulo.

“É preciso fazer um bom trabalho aqui em Curitiba para nas nacionais ter a oportunidade de subir no ranking e brigar por vagas nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019. Os critérios de entrada estão elevadíssimos. Primeiro preciso fazer parte da equipe e depois brigar pelo pódio em Lima”, disse o atleta que perdeu a perna esquerda, na altura do quadril, após um câncer no fêmur aos 15 anos.

Já a fluminense Mariana Gesteira, colocará à prova as recentes mudanças de locais de treinamento. No início desta temporada, ela se mudou para São Paulo e treina no CT Paralímpico. A medalhista de prata nos 100m costas em Toronto, também participará do Open em São Paulo para disputar uma vaga no Parapan de Lima 2019. Mariana nasceu com uma má formação no sistema nervoso que prejudica a coordenação motora.

Já o halterofilismo, que tem caráter nacional, começou nesta sexta, 12. A paraibana Maria Luzineide, da categoria até 50kg, repetiu a boa atuação realizada em João Pessoa e ficou com a primeira colocação após levantar 86kg. A jovem mineira Lara Aparecida, ouro na categoria júnior na Copa do Mundo de Dubai deste ano, venceu na categoria até 41 kg em Curitiba após levantar 80 kg.

Imprensa
Os profissionais de imprensa interessados em cobrir a fase Regional Rio-Sul do Circuito Brasil Loterias Caixa não precisam de credenciamento prévio. Bastará dirigirem-se à sala de imprensa da Universidade Positivo para identificação.

O Circuito
O Circuito Loterias Caixa é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e patrocinado pelas Loterias Caixa. Este é o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo, halterofilismo e natação. Composto por quatro fases regionais e duas nacionais, tem como objetivo desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, além de melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades para atletas de elite e novos valores do esporte paralímpico do país. Em 2019, as disputas das fases nacionais serão separadas por modalidade - haverá ainda um Campeonato Brasileiro de cada esporte.

Patrocínios
O paratletismo tem patrocínio das Loterias Caixa e da Braskem.
A natação e o halterofilismo tem patrocínio das Loterias Caixa.

Serviço
Data: 12, 13 e 14 de abril
Cidade: Curitiba
Local: Universidade Positivo - R. Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 - Campo Comprido, Curitiba - PR

Programação*
Circuito Loterias Caixa de Atletismo, Natação e Halterofilismo - Regional Rio-Sul
Sexta (12/4) - 9h às 12h e 15h às 18h (apenas competições de halterofilismo)
Sábado (13/4) - 8h às 12h e 14h às 18h
Domingo (14/4) - 8h às 12h
*Sujeita a alterações

Nenhum comentário: