quarta-feira, 15 de maio de 2019

Mãe, cansada de ser julgada por ter filho "desobediente", cria camisetas de conscientização sobre o autismo

Oscar, 5, passou a usar camisetas com mensagens como: "Eu tenho autismo". A mãe, Kellie, conta que por parecer "normal", as pessoas confundem a deficiência do filho com malícia

Por Crescer online

Mãe cria camiseta para filho autista (Foto: SWNS: SOUTH WEST NEWS SERVICE)
Mãe cria camiseta para filho autista (Foto: SWNS)

O pequeno Oscar, 5, foi diagnosticado com autismo, epilepsia e uma condição cerebral que causa atrasos no desenvolvimento aos 18 meses de idade. Já não bastasse todos os desafios para criar e educar o filho, a mãe, Kellie Baker, 41, de Kent, no Reino Unido, conta que, constantemente, se deparava com olhares e comentários de reprovação sobre o comportamento do menino.

Ela admite que já ouviu estranhos mandarem seu filho "calar a boca". "Quando ele grita ou age de forma inesperada em público, muitos pais já me disseram bateriam nele, se Oscar fosse seu filho", conta. "Quando saímos, parece que não há nada de errado com ele - Oscar parece um garoto normal e comum. Mas ele tem um comportamento imprevisível e, por isso, recebe muitos olhares e é chamado de safado pelos adultos. É realmente ofensivo", desabafa. Segundo ela, comentários como esse fazem Oscar se sentir ainda mais ansioso em ambientes desconhecidos, ficando desconfortável e claustrofóbico. "Isso pode provocar um colapso com ele", acrescentou Kellie.

Kellie, 41, e Oscar, 5 (Foto: SWNS)
Kellie, 41, e Oscar, 5 (Foto: SWNS)

Revoltada, ela resolveu criar uma série de camisetas para o filho. A ideia é conscientizar as pessoas em relação ao autismo de Oscar. As peças levam mensagens avisam que a criança tem autismo e pedem às pessoas que sejam gentis. E as camisetas fizeram tanto sucesso, que ela acabou abrindo a empresa Born Anxious - cujo objetivo é ajudar a alertar estranhos sobre a condição das crianças autistas.

Kellie lançou uma variedade de camisetas para crianças e adultos, roupas de bebê, coletes e sacolas com mensagens que incluem 'seja gentil,  tenho autismo'' e 'imprevisível e surpreendente'. "É sobre informar as pessoas de uma maneira muito gentil que ele pode precisar de um amplo espaço quando estamos fora. Alguém poderia dizer 'olá' para ele sem perceber que poderia estragar o nosso dia inteiro. Eu tive uma reação muito boa aos produtos, e muitos pais me disseram que as pessoas foram gentis com eles por causa disso", finaliza.

Sacola: Seja gentil. Eu tenho autismo (Foto: Reprodução)
Sacola: Seja gentil. Eu tenho autismo (Foto: Reprodução)

Fonte: revistacrescer.globo.com

Nenhum comentário: