sábado, 8 de setembro de 2012

Menina de 2 anos move os braços pela primeira vez com equipamento robótico Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/menina-de-2-anos-move-os-bracos-pela-primeira-vez-com-equipamento-robotico-5699582.html#ixzz25sAk6vTk

Extra Online



A pequena Emma conseguiu erguer os braço sozinha, pela primeira vez, aos 2 anos. Segundo o site “Mail Online”, a menina sofre de artrogripose múltipla congênita. A doença enfraquece os músculos e causa deformidade nas articulações.

Emma conseguiu mexer os membros pela primeira vez com a ajuda de “braços mágicos”. É assim que ela chama o equipamento, uma espécie de braços robóticos, criado a partir de uma impressora 3D. A invenção permite que a menina se alimente sozinha, brinque e distribua abraços.
Emma consegue mover os bracinhos
Emma consegue mover os bracinhos Foto: Reprodução / Mail Online
Os engenheiros responsáveis pelo equipamento precisaram desenvolver uma verão mais leve especialmente para Emma, já que ela ainda é muito pequena.

- Ela os chamou de braços mágicos. Todo mundo na sala chorou - contou Megan Lavelle, mãe de Emma, sobre o dia em que a menina experimentou o equipamento pela primeira vez. - Ela ainda está em evolução. Ela ainda está crescendo nessa incrível prótese que a ajuda a usar os braços.
Emma brinca com a ajuda do equipamento
Emma brinca com a ajuda do equipamento Foto: Reprodução



Fonte:
 http://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/menina-de-2-anos-move-os-bracos-pela-primeira-vez-com-equipamento-robotico-5699582.html#ixzz25sAwng8g


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.


RJ: acessibilidade ainda é realidade distante

Idosos e pessoas com deficiência enfrentam obstáculos; calçadas são principal insatisfação, diz pesquisa.
Do Metro Rio noticias@band.com.br

Alcei, 77 anos fica perdido no ponto de ônibus
faltam orientações e trilhas para bengalas/bruna Prado- Metro Rio

Vida de pedestre não é fácil no município do Rio de Janeiro. Ainda mais para os idosos e os deficientes visuais e físicos. Calçadas quebradas, falta de sinalização adequada e muitas barreiras pelo caminho mostram que a acessibilidade está longe de fazer parte do cotidiano dos cariocas.

Em rápida volta pelos bairros da Urca e de Copacabana, o Metro constatou vários casos de falta de acessibilidade. Deficiente visual, Alcei Garcia, 77 anos, cita os principais males: “Há muitos obstáculos, faltam calçadas lisas, orientações, trilhas para bengala e corrimãos”. Ele, que mora em Irajá, zona norte, e frequenta o Instituto Benjamin Constant, na Urca, zona sul, desabafa: “Minha canela e cabeça já levaram muita pancada”.


Calçadas quebradas e desniveladas também são reclamação em Copacabana, bairro onde, segundo o Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP), 23% da população tem mais de 65 anos. Com o joelho operado há quatro meses, Dilma da Silva, 75 anos, encontra de tudo no trajeto até a fisioterapia. Para ela, que usa muleta, é complicado desviar das obras, caçambas e crateras: “Aqui, o que mais tem é quebra-quebra e buraco. Assim fica muito difícil”, reclama.

Segundo a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconserva), a responsabilidade pela manutenção das calçadas é “dos proprietários dos imóveis” e, desde junho de 2011, fez vistorias em 23 bairros. Das 7,5 mil irregularidades constatadas no período, 71% foram resolvidas.

Ainda de acordo com a Seconserva, as concessionárias de serviços públicos também são culpadas. E afirma que, este ano, já foram emitidas a elas 1.363 notificações e 635 multas, equivalentes ao valor total de R$ 364.626,18.

De acordo com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, o Plano Estratégico da Cidade (2013 - 2016) inclui a revitalização, em 4 anos, de 700 mil m2 de calçadas e 5 mil rampas do projeto “Rio Acessível”.

Segundo a secretaria, estão previstas a revitalização dos pavimentos e meio-fios, a remoção de obstáculos e a implantação de rampas e piso tátil, além de faixas lisas para cadeirantes. 

Calçada quebrada é o pior problema

Rua quebrada é o que mais deixa o carioca desacreditado em um Rio acessível a todos. Pesquisa feita em julho deste ano, pelo movimento Rio Como Vamos (RCV) com a empresa M. Sense, revela que 90% dos 1.741 cariocas entrevistados consideram a conservação importante para a melhoria da qualidade de vida na cidade. E, se pudessem realizar mudanças em suas ruas, 49% tapariam os buracos nas calçadas.

Outro levantamento, realizado no ano passado pelo RCV e pelo Ibope, mostra que 19% dos 1.358 entrevistados se locomovem a pé pelas ruas da cidade.

Se a pé é complicado, com cadeira de rodas em Copacabana o esforço é ainda maior, como para Gitla Rosemberg, 81 anos, que, para se proteger, usa até cinto de segurança. “Outro dia, a roda quebrou num buraco. Quase me machuco”. Ir para lugares distantes requer paciência: “Não vou de ônibus, não teria como. Nem sempre a máquina funciona. E, de táxi, também é difícil, porque nem todos param”.

Próximo à casa de Maria Luísa Leite, 90 anos, na rua Barata Ribeiro, o risco é aparente com pedras portuguesas soltas. Ela diz que fica “exausta” ao caminhar por Copacabana e opina: “Nada vai melhorar”.  



Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Exposição retrata luta de deficientes por igualdade

DA REDAÇÃO

Foto: Divulgação
Local é adaptado para receber pessoas com
todos os tipos de deficiência


O Shopping Norte Sul Plaza recebe, até o dia 22, a exposição - "Para Todos" -  O Movimento das Pessoas com Deficiência no Brasil. A exposição, inédita em Campo Grande, já passou por quatro capitais brasileiras e é uma realização do Governo Federal.
A exposição “Para Todos” funciona como uma linha do tempo, onde os visitantes fazem um passeio pela história da discriminação e conquistas dos direitos das pessoas com deficiência. Conta com recursos de acessibilidade que permitem a todas as pessoas o acesso à informação. O espaço relata como as pessoas com deficiência se organizaram e reivindicaram espaço na luta pelos seus direitos, do campo da assistência social para o campo dos Direitos Humanos.
Todos os painéis estão adaptados em Braile, dispõem de áudio-guia e têm piso tátil planejado para indicar a mudança de assunto e direcionar os visitantes.
À medida que o visitante avança na linha do tempo, o aparelho muda automaticamente de assunto e pode aprofundar o tema, se for acionada a opção. Dessa forma, todo o conteúdo da exposição “Para Todos” pode ser usufruída independente da condição física, sensorial, intelectual ou capacidade de comunicação dos visitantes.
Serviço
A Mostra “Para Todos”- O Movimento das Pessoas com Deficiência no Brasil” que é parte do movimento nacional de inclusão, vai até o dia 22 de setembro, das 10h às 22h, no Norte Sul Plaza. O shopping fica na Avenida Ernesto Geisel, 2.300 – V. Jockey Clube.
Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Câmara aprova projeto que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa Autista

Iolando Lourenço e Ivan Richard Repórteres da Agência Brasil - Edição: Aécio Amado - 04/09/2012

                                      Imagem/http://gabrielanjodeluz.blogspot.com.br
Brasília - A Câmara dos Deputados aprovou hoje (4) o projeto de lei que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa Autista. De autoria do Senado, e como sofreu mudanças na Câmara, a proposta retorna ao Senado para nova votação.

O projeto equipara os direitos dos autistas aos das pessoas com deficiência. Atualmente as pessoas com esse distúrbio não são reconhecidas como deficientes, o que limita o acesso a serviços públicos de saúde.

Pela proposta, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), os autistas e seus parentes terão direito integral à saúde pública. O texto prevê também que os portadores de autismo não podem ser submetidos à privação da liberdade, tratamento desumano ou degradante e nem serem vítimas de preconceito.


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Lançado em Curitiba os Super Normais!

Projeto transforma dois cadeirantes e um deficiente visual em personagens de histórias em quadrinhos e mostra o cotidiano das pessoas com deficiência de forma criativa.


Mirella Prosdócimo e Rafael Bonfim, que possuem deficiência física e usam cadeira de rodas, e Manoel Negraes que tem deficiência visual, em parceria com o desenhista Rafael Camargo, lançaram um projeto que visa apresentar e debater a diversidade humana.

Pelas mãos de Camargo (que também criou o nome do projeto), os três moradores da cidade de Curitiba viraram os Super Normais, personagens de histórias em quadrinhos que mostrarão, a partir de suas experiências de vida, o cotidiano das pessoas com deficiência de forma criativa, natural e bem humorada.

Segundo o grupo, o que diferencia o projeto de outros que já existem é o fato de ter sido idealizado por pessoas com deficiência, o que valoriza o protagonismo e prioriza a realidade desta parcela da população.

Inicialmente, as tirinhas serão publicadas semanalmente na página criada no Facebook (www.supernormais.com.br), mas outras novidades serão lançadas em breve. Curta, acompanhe e divulgue os Super Normais e faça parte desta turma também.


Fonte:Super Normais


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Alteração às condições de aplicação das medidas de ação social escolar


Foi publicado o Despacho n.º 11886-A/2012 que define as condições de aplicação das medidas de ação social escolar para o ano letivo de 2012-2013 e introduz alterações e aditamentos ao despacho n.º 18987/2009, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 158, de 17 de agosto de 2009, com as alterações entretanto introduzidas.

Através do presente diploma, reforça-se no ano letivo de 2012-2013 o apoio a crianças e jovens que frequentam escolas de referência ou unidades de ensino estruturado e de apoio especializado que passam a ter comparticipação no transporte, garantindo-se assim o pleno direito à educação a todas as crianças e jovens.

O diploma altera, ainda, a alínea b do n.º 1 do artigo 13.º relativo aos alunos com necessidades educativas especiais, passando a ficar com a seguinte redação:

1 — Os alunos com necessidades educativas especiais de carácter permanente com programa educativo individual organizado nos termos do Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro, na redação que lhe foi dada pela Lei n.º 21/2008, de 12 de maio, têm ainda, supletivamente em relação às ajudas técnicas a prestar por outras entidades de que beneficiem, direito às seguintes comparticipações da responsabilidade dos municípios ou do 
Ministério da Educação, no âmbito da ação social escolar e nos termos do artigo 8.º:

a) Alimentação — totalidade do custo;

b) Transportes — totalidade do custo para os alunos que residam a menos de 3 km do estabelecimento de ensino;

c) Manuais e material escolar de acordo com as tabelas anexas para a generalidade dos alunos, no escalão mais favorável;

d) Tecnologias de apoio — comparticipação na aquisição das tecnologias de apoio a que se refere o artigo 22.º do Decreto-Lei n.º 3/2008, de 7 de janeiro, até um montante igual ao atribuído para o material escolar do mesmo nível de ensino, no escalão mais elevado, conforme o anexo III do presente despacho.

2 — No caso de não poderem ser utilizados os transportes regulares ou os transportes escolares, a comparticipação a que se refere a alínea b) do número anterior é da responsabilidade do Ministério da Educação.


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Prevenção com ácido fólico na gravidez é rara e incorreta no Brasil

Débora Mismetti  Ediatora - Assistente de "Ciência+Saúde 

                                Editoria de arte/folhapress

Uma medida simples para evitar malformações em bebês ainda é pouco adotada pelas brasileiras e será tema de campanha nacional com lançamento marcado para hoje em São Paulo.

Um levantamento com 500 mulheres realizado pelo médico Eduardo Borges da Fonseca, professor de obstetrícia da Universidade Federal da Paraíba, mostra que só 13,8% tomaram suplemento de ácido fólico antes de engravidar.

O uso dessa vitamina ao menos 30 dias antes do início da gestação, continuando até o terceiro mês, reduz em cerca de 75% a ocorrência dos defeitos de fechamento do tubo neural (a região do embrião que vai dar origem ao sistema nervoso central).

Hoje, 1 em 1.000 crianças nasce com algum desses problemas no país. Os mais comuns são espinha bífida (exposição dos nervos da medula espinhal) e anencefalia.

A anencefalia leva à morte do bebê. No caso da espinha bífida, a gravidade varia conforme a posição da lesão e a extensão. Algumas crianças não precisam de tratamento e outras podem ser submetidas a cirurgia logo após o parto. Mas muitas, mesmo após a operação, sofrem sequelas, como paralisia e dificuldades de aprendizagem.

No estudo, feito em João Pessoa, a maioria das que usaram o ácido fólico o fez de forma incorreta, muitas vezes com doses maiores dos que as ideais (de 400 microgramas por dia). Estudos com animais apontam que a suplementação em excesso pode levar a bebês com baixo peso.

Cerca de metade da amostra era de mulheres atendidas pelo SUS e a outra metade, de clínicas particulares. "Não houve diferença entre os grupos", afirma Fonseca, que é presidente da comissão de medicina fetal da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia).

"Os números que nós encontramos são muito semelhantes aos de um estudo feito em Pelotas (RS) há seis anos. A situação não melhorou desde então."

O fechamento do tubo neural acontece entre a segunda e a quarta semana de gravidez. No Brasil, segundo pesquisa da Fiocruz com 22 mil mulheres, 55% das gestações não são planejadas.

"Em geral, a mulher só chega ao médico de dois a três meses depois do início da gravidez, o que já é uma fase tardia para o início da suplementação", afirma o médico.

Por isso, um dos focos da campanha da Febrasgo é estimular médicos a informar as mulheres sobre a importância do suplemento durante as consultas anuais.

A fortificação de farinhas de trigo e de milho com ácido fólico, obrigatória no Brasil desde 2004, consegue reduzir em 39% a ocorrência das malformações.

"Mas essa medida não atinge a todas. Muitas mulheres hoje adotam dietas da proteína, com baixa ingestão de carboidrato. Por isso é melhor usar as duas formas de prevenção: a alimentação fortificada e a suplementação."


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.


Controle das políticas públicas de acessibilidade

Evento ocorre em Brasília nos dias 12 e 13 de setembro.

O Tribunal de Contas da União (TCU) promoverá nos dias 12 e 13 de setembro de 2012 o seminário Controle das Políticas Públicas de Acessibilidade, com a finalidade de debater com representantes de órgãos públicos e da sociedade civil as políticas públicas de acessibilidade no Brasil, examinando a atual situação e os objetivos a serem alcançados para a plena acessibilidade das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, bem como analisando a função dos órgãos de controle para garantir a efetiva implementação de tais políticas.
No decorrer do seminário, serão abordados variados aspectos da acessibilidade, compreendida como direito fundamental das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O evento destina-se àqueles interessados nos desafios e nas oportunidades que surgem no processo de efetivação das políticas públicas de acessibilidade, especialmente as pessoas com deficiência, seus familiares, os agentes públicos, os integrantes de associações civis de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, professores e estudantes.
Visando dotar o participante do seminário de maior acessibilidade ao conteúdo das exposições, o TCU disponibilizará recursos de tecnologia assistiva, tais como audiodescrição, legenda em tempo real e interpretação de libras.

Programação completa: dia 12 e dia 13.
Inscrição: https://contas.tcu.gov.br/pls/apex/f?p=acessibilidade
Local: Plenário do TCU, SAFS, Quadra 4, Lote 1, Edifício Anexo III , 2º andar, sala 254.
Serão disponibilizados recursos de tecnologia assistiva, tais como audiodescrição, legenda em tempo real e interpretação de libras.

Fonte: http://portal2.tcu.gov.br


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Garoto com síndrome de Down é impedido de embarcar em voo

Família, que comprou passagem na 1ª classe, reclama de discriminação.
Empresa afirma que garoto estava agitado e podia colocar o voo em risco.
Do G1, em São Paulo
O menino Bede, impedido de embarcar em voo, em
imagem da emissora KTLA (Foto: Reprodução)


Um casal da Califórnia, nos EUA, disse terem sido impedidos de viajar com o filho, que tem síndrome de Down, na primeira classe de um voo do aeroporto de Newark, em Nova Jersey, de volta para a casa da família, em Porterville.
De acordo com o “Huffington Post”, Joan e Robert Vanderhorst, disseram já ter viajado sem nenhum problema com o filho Bede pelo menos outras 30 vezes. “Minha esposa disse: ‘Bede nunca voou de primeira classe. Ele vai ficar empolgado’”, contou o pai.
O casal então gastou mais US$ 625 (cerca de R$ 1.250) para mudar para a primeira classe de um voo da American Airlines, mas ao tentarem embarcar foram avisados por um funcionário da companhia que não poderiam ir naquele avião porque o piloto dizia que Bede representava “um risco” para o voo.
Joan gravou o episódio com a câmera do celular. No vídeo, é possível ver o garoto brincando com um boné ao lado da fila, enquanto os pais discutem com o funcionário.
“Nunca algo assim havia acontecido com a gente. Por isso é tão chocante. Ele costuma nos trazer sorte, coisas boas acontecem quando Bede está conosco”, disse o pai Robert ao “Daily News”.
Os pais contaram à emissora KTLA que foram informados que o comportamento do garoto poderia atrapalhar o piloto, já que os assentos da primeira classe ficam muito próximos da cabine. “Nosso filho não é diferente de uma criança de 4 ou 5 anos no comportamento”, disse o pai.
Um porta-voz da American Airlines disse que o garoto estava agitado e correndo ao redor da área de embarque, o que fez com que os funcionários decidissem que ele “não estava pronto para o voar”.
Segundo Robert, o menino não correu, fez barulho ou causou qualquer outro distúrbio antes do voo. A família foi retirada do portão de embarque por autoridades do aeroporto e levada para um voo da United Airlines. Eles não receberam o dinheiro do upgrade do voo de volta, segundo a KTLA.
No voo seguinte, afirmam, eles foram colocados no final da aeronave. “Pela segunda vez, nós fomos discriminados, segregados”, reclama Robert, que pretende processar a American Airlines. Segundo o pai, o filho não se perturbou com o incidente, e cumprimentou todos no novo voo.

“Foi humilhante, horrível. Fomos tratados como criminosos”, disse Robert ao “Daily News”.



Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.




Agrotóxico pode ter gerado deficiência em adolescentes

Levantamento do órgão constatou que número pessoas com deficiências é alto em menores de 18 anos.
Katiana Pereira da Redação 

Maioria das grandes lavouras em MT usa 
pulverização 





com aviões agrícolas /Divulgação




O MPE (Ministério Público Estadual) iniciou um processo de investigação para levantar possíveis causas que levaram ao alto índice de menores de idade serem portadores de algum tipo de deficiência, na cidade de Campo Verde (140 km ao Sul de Cuiabá).
Levantamento preliminar feito pelo projeto “Jornada da Inclusão”, lançado na terça-feira (28), apontou que das 242 pessoas cadastradas como portadoras de deficiência, 122 são menores de 18 anos.
O promotor de Justiça Marcelo dos Santos Alves Correa quer saber se o índice de deficiências registrado tem relação com o uso indiscriminado de agrotóxico na cidade.
Campo Verde é uma das cidades destaque na produção agrícola em Mato Grosso, com plantios que ocupam uma área de aproximadamente 235 mil hectares para o cultivo de soja, milho, algodão ente outras culturas.
Segundo o MPE, para realizar a investigação, serão consultados especialistas em agrotóxicos, médicos, além de visitas e entrevistas aos portadores de deficientes.
Será observado se as pessoas acometidas por deficiência residem próximas a áreas de plantio. Também será solicitada uma análise da água consumida pelas pessoas que são objeto de estudo.
Além do levantamento das causas das deficiências, serão verificados aspectos relacionados às condições em que essas pessoas vivem, se estão tendo acesso a educação, saúde, entre outros direitos.
“Pretendemos, também, fazer um levantamento sobre a situação dos idosos”, ressaltou o promotor de Justiça.
Outras pesquisas 
Pesquisas feitas em dois dos principais municípios produtores de grãos de Mato Grosso encontraram resíduos de agrotóxicos no sangue e na urina de moradores, em poços artesianos, em amostras de ar e de água da chuva coletadas em escolas públicas e no leite materno.
O trabalho, uma parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz e a UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), mediu efeitos do uso de agrotóxicos em Campo Verde e Lucas do Rio Verde (354 ao Norte de Cuiabá).
O monitoramento da água de poços revelou que 32% continham resíduos de agrotóxicos. Das amostras de água da chuva analisadas, mais de 40% estavam contaminadas com venenos.
Já 11% das amostras de ar tinham resíduos de agrotóxicos como o endossulfam – cujo banimento é programado pela Anvisa por seu potencial de provocar defeitos congênitos (nascimento de bebês com malformações genéticas), abortos espontâneos, problemas no desenvolvimento, além de problemas neurológicos, imunológicos e hormonais.
A pesquisa agora analisa a correlação entre esses dados e registros de intoxicações, câncer, malformação fetal e distúrbios neuropsicológicos nos municípios.
Investigação em Lucas do Rio Verde A cidade de Lucas do Rio Verde também está sendo investigada pelo MPE. Neste caso a suspeita é que o leite materno de pelo menos 60 mulheres foi contaminado por agrotóxicos.
A pesquisadora da UFMT , Danielly Cristina de Andrade Palma, revelou presença de agrotóxico no leite materno das gestantes que residem no município.
O estudo foi um alerta para os moradores da região, pois os resultados podem ser oriundos da exposição ocupacional, ambiental, alimentar do processo produtivo da agricultura que expôs a população a 114,37 litros de agrotóxicos por habitante na safra agrícola de 2009/2010.
À época que o estudo foi divulgado, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde, Edu Pascosk, disse que o caso foi um fato esporádico que ocorreu devido a uma pulverização de uma aeronave que passou dentro do perímetro urbano.
A investigação do MPE ainda não foi concluída. 


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Menino com paralisia cerebral dá primeiros passos

Depois de um ano de fisioterapia intensiva, o menino Joel Rogers, 8, que sofre de paralisia cerebral, deu seus primeiros passos. Há cerca de um ano, ele foi submetido a uma operação inovadora, que corta as ligações nervosas que provocavam convulsões nas pernas.

A mãe conta que o processo foi mais intenso que imaginava, uma grande jornada para toda a família. Joel, que nasceu dez semanas prematuro e sofreu uma hemorragia na cabeça que provocou paralisia cerebral, agora faz fisioterapia no hospital de Chesterfield, no norte da Grã-Bretanha, toda semana. Ele também tem uma bateria de exercícios para fazer em casa.

Mas o caminho ainda é longo: os médicos calculam que o menino tem mais dois anos de fisioterapia pela frente para conseguir os melhores resultados.

VEJA O VÍDEO:

 http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/bbc/2012/09/06/menino-com-paralisia-cerebral-da-primeiros-passos.htm

 Fonte: http://noticias.uol.com.br

 

Shaolin se comunica pela primeira vez com ajuda de aparelho que lê movimentos dos olhos


Pela primeira vez, o humorista Shaolin conseguiu se comunicar com a família na última segunda-feira (3/9) graças a um aparelho levado pela apresentadora Ana Hickmann, que viajou até Campina Grande (PB) no começo desta semana para fazer uma reportagem exclusiva com o humorista. A mulher de Shaolin, Laudiceia Veloso, conversou nesta terça-feira (4/9) e explicou.
O aparelho, que é fabricado na Suécia, forma respostas a partir da leitura do olhar. Laudiceia conta que o equipamento está sendo testada por eles, mas que Shaolin já deixou claro que entende tudo o que se passa ao redor. Desde que sofreu um acidente de carro em janeiro de 2011, ele não conseguia se comunicar.
— O Shaolin saiu do estado mínimo de consciência e provou ontem que entende tudo o que acontece ao redor, mas ainda não consegue falar. Não posso adiantar o que ele disse, mas quero dizer que estamos muito animados com o aparelho. Ele expressou que não está feliz devido ao fato de ainda estar em uma cama e não falar, mas isso é totalmente compreensível.
Nesta terça (4/9), durante entrevista coletiva de lançamento do Programa da Tarde, que estreia na próxima segunda-feira (10), na Record, o diretor Vildomar Batista — que também foi até a casa de Shaolin ao lado de Ana — disse ficou sensibilizado ao ver o artista.
— Fiquei emocionado e chocado. Porque não tinha visto ele após o acidente. Ele está muito diferente. Fizemos as primeiras imagens dele deitado na cama. Para mim foi um momento mais difícil, imagine para a Ana. Ela chorou muito.
Vildomar contou que Shaolin está triste, porque tem a percepção do que ocorre à sua volta, mas não pode se comunicar da forma como gostaria.
— Levamos uma máquina sueca para ele se comunicar. Ele me reconheceu e reconheceu a Ana. Foi a primeira vez que ele se comunicou após o acidente. O Shaolin é uma pessoa alegre, brincalhona, mas por conta do acidente ele não pode ser do jeito que gostaria.
Ana Hickmann se emociona ao ver o carro de Shaolin
Ana Hickmann se emocionou quando viu carro de carro de Shaolin na época do acidente.
O humorista já tinha demonstrado uma melhora quando passou a dar risada com cenas de filmes e histórias engraçadas. Ele continua com tratamentos diários de fisioterapia e fonoaudiologia.
Acidente e recuperação
Shaolin se recupera em casa de um acidente que sofreu em janeiro de 2011, em Campina Grande, na Paraíba. O humorista ficou gravemente ferido no acidente na BR-230, na região de Mutirão, em Campina Grande (PB). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o comediante dirigia no sentido São José da Mata da rodovia quando um caminhão, que vinha na faixa oposta, invadiu a contramão e bateu contra o veículo do artista.
Desde o acidente, já foram ouvidos policiais rodoviários federais; médicos do Samu, que prestaram os primeiros atendimentos ao humorista e pessoas da comunidade local, que presenciaram o ocorrido. O motorista envolvido no acidente, Jobson Clemente Benício, de 23 anos, responde processo por lesão corporal e omissão de socorro, por ter fugido do local do acidente.
Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Pódio completo no atletismo nesta quarta-feira; Jovane Guissone é ouro na esgrima em cadeira de rodas

                            O inédito pódio dos 100 m rasos feminino na categoria T11, dos Jogos Paralímpicos de Londres 2012


Até o momento Brasil conta com 12 medalhas de ouro, 8 de prata  e 5 de bronze!
Terezinha fez o tempo de 12s01, bateu o recorde mundial da prova, e de quebra, teve companhia de duas compatriotas no pódio
A brasileira Terezinha Guilhermina conseguiu se recuperar do fracasso ocorrido na terça-feira, quando seu guia tropeçou e a fez perder a chance de lutar por medalhas nos 400m rasos, classe T12, e levou nesta quarta o ouro nos 100 metros rasos (T11) nesta quarta-feira.
Terezinha fez o tempo de 12s01, bateu o recorde mundial da prova, e de quebra, teve companhia de duas compatriotas no pódio. Jerusa Santos (12s75) ficou com a prata e Jhulia Santos foi bronze, com 12s76.
Mas o dia não foi só de alegrias para o atletismo brasileiro, já que a equipe do país no 4×100 metros (T42/46) havia conseguido a prata, com o tempo de 41s92, mas foi desclassificada após a prova. O ouro ficou com a África do Sul (41s78), que teve Oscar Pistorius fechando o revezamento. Com a desclassificação brasileira e dos EUA, a prata e o bronze acabaram ficando com China e Alemanha, respectivamente.
Pistorius duelará novamente com o brasileiro Alan Fonteles, para quem foi derrotado nos 200m rasos (T44), mas desta vez na prova dos 100 metros rasos da mesma classe, em que os dois estão classificados para a disputa da final. O sul-africano conseguiu o segundo melhor tempo das eliminatórias (11s18), enquanto Alan ficou apenas em sétimo lugar (11s56).
 Jovane Guissone
Jovane Guissone
Quem surpreendeu a todos foi o brasileiro Jovane Guissone, que, mesmo com duas derrotas ao longo do dia, se recuperou durante a competição e levou o ouro na esgrima em cadeira de rodas, com espadas, na categoria B. Guissone venceu na final o atleta Chik Sum Tam, de Hong Kong, por 15 a 14.
Um fato curioso foi protagonizado pelo ciclista João Schwindt, que se atrasou com uma ida ao bandeiro, largou atrasado e perdeu alguns segundos preciosos na prova de contrarrelógio C5. Com isso, João acabou ficando apenas em nono lugar.
Ainda no ciclismo, o ex-piloto de Fórmula 1 Alessandro Zanardi, que perdeu as pernas em um acidente de carro quando corria na Champ Car, em 2001. O italiano demonstrou um grande poder de superação e conquistou o ouro paralímpico na prova de contrarrelógio, categoria H4, fazendo o tempo de 24min50s22.
No quadro de medalhas, o Brasil caiu para o sétimo lugar, com 12 ouros, 8 pratas e 5 bronzes, em uma tabela dominada pela China, que tem 60 ouros. Rússia e Grã-Bretanha aparecem logo atrás, com 28 e 35 ouros, respectivamente.
Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Novo Estatuto do Aluno publicado em Diário da República

O novo Estatuto do Aluno, que entra em vigor no próximo ano letivo, prevê multas para os pais dos estudantes incumpridores, proíbe captação de imagens ou sons nas aulas e permite a transferência daqueles que agridam colegas ou professores.

 Imagem Internet
Publicado hoje (05/09/2012) em Diário da República, o diploma reuniu a discordância da Oposição, no Parlamento, tendo contado somente com votos favoráveis da maioria PSD/CDS. 

Os representantes dos pais também apresentaram reservas, considerando que a medida que prevê multar os encarregados de educação dos alunos faltosos é "um presente envenenado" para as escolas, por se tratar de matéria para os tribunais de menores.

Os pais dos alunos faltosos passam a ser responsabilizados pelos comportamentos dos filhos e podem ser punidos com coimas que podem ir dos 13 aos 79 euros, tendo por base os valores em vigor.

O Estatuto refere que a falta de cumprimento "consciente e reiterado" por parte dos pais e encarregados de educação de alunos menores a um conjunto de deveres, "aliada à recusa, não comparência ou ineficácia das ações de capacitação parental determinadas constitui contraordenação".

Entre as obrigações listadas estão a matrícula, frequência, assiduidade e pontualidade dos alunos, a comparência na escola sempre que os filhos atinjam metade do limite de faltas injustificadas ou em caso de audição obrigatória devido a procedimento disciplinar, mas também a realização pelos estudantes das medidas de recuperação definidas pela escola.

Quando aqueles deveres não são cumpridos, a escola deve comunicar à comissão de proteção de crianças e jovens ou ao Ministério Público, mas também avançar para contraordenações "punidas com coimas de valor igual ao máximo estabelecido para os alunos do escalão B do ano ou ciclo de escolaridade frequentado pelo educando" para aquisição de manuais escolares.

Os deveres do aluno incluem estudar, respeitar a autoridade e instruções dos professores e pessoal não docente, tratar com respeito e correção qualquer membro da comunidade educativa ou respeitar a integridade física e psicológica de todos.

Na lista das obrigações consta não possuir ou consumir substâncias aditivas, como drogas, tabaco ou bebidas alcoólicas, não utilizar equipamentos tecnológicos, como telemóveis, nos locais onde decorram aulas, e não captar sons ou imagens sem autorização dos professores.

"Não difundir, na escola ou fora, nomeadamente via Internet, sons ou imagens captados nos momentos letivos e não letivos, sem autorização do diretor da escola", pode igualmente ler-se no diploma.

Entre as medidas disciplinares corretivas previstas no Estatuto estão a advertência, ordem de saída de aula, realização de tarefas e atividades de integração na escola ou na comunidade, condicionamento de acesso a alguns espaços ou mudança de turma.

Um aluno que agrida física ou moralmente um colega ou um professor pode ser transferido para outra turma a pedido dos agredidos.

As medidas disciplinares sancionatórias são a repreensão registada, suspensão até 12 dias, transferência de escola ou expulsão.

"A lei protege a autoridade dos professores" garante o diploma e os crimes cometidos contra a sua pessoa ou património, no exercício da profissão, levam a penas agravadas em um terço nos seus limites mínimo e máximo.


Fontes:  Educare  - http://gritodemudanca.blogspot.com.br Imagem Internet


Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link   e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.